Treinamentos

ISO/IEC 17025 - Interpretação e Aplicação - Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios

Carga Horária: 16 horas

Apresentação

A Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005 estabelece os critérios para aqueles laboratórios que desejam demonstrar sua competência técnica, que possuem um sistema da qualidade efetivo e que são capazes de produzir resultados tecnicamente válidos.
No mundo globalizado a padronização é de fundamental importância para viabilizar e incrementar as trocas comerciais nos âmbitos nacional, regional e internacional. As organizações que desenvolvem suas atividades e operam os seus processos produtivos de acordo com normas e procedimentos harmonizados e aceitos como padrões, estarão em condições mais favoráveis para superar possíveis barreiras não-tarifárias e atender a requisitos técnicos especificados. Nesse contexto, a aplicação da NBR ISO/IEC 17025:2005 é de grande relevância econômica, pois confere um valor diferenciado aos certificados de calibração e aos relatórios de ensaio, emitidos por laboratórios cuja competência técnica é reconhecida por um organismo de acreditação. Esse reconhecimento poderá se reverter em vantagens econômicas para os laboratórios, tais como:
  1. Diferencial competitivo, fator de divulgação e marketing, o que poderá resultar em maior participação no mercado e, consequentemente, em maior lucratividade;
  2. Fidelização dos clientes atuais e conquista de novos clientes;
  3. Aumento da credibilidade da empresa;
  4. Laboratórios que fazem parte de organizações maiores e que operam em conformidade com os requisitos da ISO/IEC 17025, poderão comprovar que os produtos da organização foram ensaiados e são tecnicamente capazes de atender às especificações de desempenho, segurança e confiabilidade;
  5. Os resultados de ensaio e calibração poderão ser aceitos em outros países, desde que o laboratório utilize os critérios da ISO/IEC 17025 e seja acreditado por organismos que possuam acordos de reconhecimento mútuo com organismos equivalentes de outros países. ;
  6. Atender a exigências legais de autoridades regulamentadoras, como por exemplo, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária;
A adequação das atividades gerenciais e técnicas do laboratório de acordo com os critérios da ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005 deve ser vista não como um custo, mas como um investimento de médio e longo prazos e cujo retorno comercial e financeiro certamente será garantido pela comprovação da competência técnica do laboratório perante o mercado.

Público Alvo

Gerentes e técnicos de laboratórios (calibração, ensaios, pesquisa, ensino, análise clínica). Profissionais da indústria envolvidos com serviços de medição, calibração ou ensaios. Auditores e consultores.

Metodologia

Conteúdo bastante rico e dinâmico, envolvendo exposição teórica, estudos de caso, trabalhos em grupo e exercícios práticos.
Veja o conteúdo programático deste treinamento
    1.  Introdução
    1.1.Contextualização da Qualidade em Laboratórios de Ensaio e Calibração
    1.2.Objetivos
    1.3.Referências normativas
    1.4.Termos e definições
    2.  Requisitos da direção
    2.1.Organização
    2.2.Sistema de Gestão
    3. Controle de Documentos
    3.1.Generalidades
    3.2. Aprovação e emissão de documentos
    3.3.Alterações em documentos
    4. Análise crítica de pedidos, propostas e contratos
    5. Subcontratação de ensaios e calibrações
    6.  Aquisição de serviços e suprimentos
    7.  Atendimento ao cliente
    8.  Reclamações
    9.  Controle de trabalho e ensaios não – conforme
    10.  Melhoria
    11.  Ação corretiva
    11.1. Generalidades
    11.2.  Análise de causas
    11.3.  Seleção e implementação de ações corretivas
    11.4.  Monitoramento de ações corretivas
    11.5.   Auditorias adicionais
    11.6.   Ação preventiva
    12. Controle de registros
    12.1. Generalidades
    12.2. Registros técnicos
    12.3. Auditorias internas
    12.4. Análise crítica pela direção
    13. Requisitos técnicos
    13.1. Generalidades
    13.2. Pessoal
    13.3. Acomodações e condições ambientais
    13.4. Métodos de ensaio e calibração e validação de métodos
    13.5. Generalidades
    13.6. Seleção de métodos
    13.7. Métodos desenvolvidos pelo laboratório
    13.8. Métodos não normalizados
    13.9. Validação de métodos
    13.10. Estimativa de incerteza de medição
    13.11. Controle de dados
    14. Equipamentos
    14.1. Rastreabilidade de medição
    14.2. Generalidades
    14.3. Requisitos específicos
    14.4. Padrões de referência e materiais de referência
    15. Amostragem
    16. Manuseio de itens de ensaio
    17. Garantia da qualidade de resultados de ensaios
    18. Apresentação de resultados
    18.1. Generalidades
    18.2. Relatórios de ensaio
    18.3. Opiniões e interpretações
    18.4. Resultados de ensaios obtidos de subcontratados
    18.5. Transmissão eletrônica de dados
    18.6.  Formato de relatórios
    18.7.  Emendas aos relatórios de ensaio.
    19. Exercícios práticos

Depoimentos

Você já fez este treinamento?

Envie um depoimento!