Artigos

Projeto na ótica de um Projeto

(*) Claudemir Oribe é Mestre em Administração, Consultor e Instrutor de MASP, Ferramentas da Qualidade e Gestão de T&D. E-mail claudemir@qualypro.com.br.

03/05/2018

Resultado de imagem para Guia PMBOK ilustracoes

“Aqueles que planejam obtém melhores resultados do que aqueles que não planejam, ainda que raramente sejam aderentes ao planejado”.
Sir Winston Churchill Estadista britânico, primeiro-ministro durante a Segunda Guerra Mundial


Frequentemente se atribui, à iniciativa de melhoria da qualidade, como um projeto. De fato, o termo parece ser apropriado, pois se trata de um esforço temporário para o cumprimento de uma meta ou concretização de um objetivo.

Na disciplina do gerenciamento de projetos, é bastante comum usar o arcabouço teórico constituído pelo Guia PMBOK do Project Management Institute – PMI que, recentemente, acaba de lançar sua 6ª edição, inclusive em português. Trata-se de um referencial riquíssimo e mundialmente reconhecido para a constituição de metodologias específicas para as organizações e suas necessidades, processo esse conhecido como tailoring.

Evidentemente, um projeto de melhoria contínua, seja em CCQs ou em outro tipo de estrutura, não possui uma estruturação metodológica com o grau de organização e formalidade proposto no guia. O documento foi escrito com a intenção de abranger projetos de qualquer tamanho, inclusive de agrupamentos de projetos, denominados Programas e, numa escala ainda maior, os Portfólios. No entanto, uma análise do guia pode levar a insights que seriam úteis para ambos os lados: a metodologia da melhoria contínua e também a do gerenciamento de projetos, uma vez que existem áreas de grande convergência.

Inicialmente, é preciso dizer que um projeto de melhoria usando o MASP, é abrangido pela metodologia descrita no PMBOK, não porque o guia foi escrito para qualquer projeto e de qualquer porte, ou porque as fases genéricas se aplicam perfeitamente às etapas do MASP. Como o próprio guia cita, sua metodologia também se destina a “[...] melhorar ou corrigir produtos, processos ou serviços”. Na verdade, os pontos de convergência são muitos, como será apresentado mais adiante.

No que diz respeito ao tipo de projeto , o de melhoria contínua com MASP seria classificado, na ótica do PMBOK, como um projeto híbrido, pois contém aspectos preditivos, que são suas etapas e passos, e iterativos, que vão se desenhando à medida que o projeto avança. Como não se conhece a causa raiz do problema, as ações para resolução não podem ser previstas a priori. Além disso, o resultado final nem sempre é conhecido, não sendo raro que alguns projetos tenham resultados muito acima do esperado.

Baixe o Artigo completo!!!

Faça o download deste artigo (PDF)

Somente clientes logados podem enviar comentários.

Comentários

Últimos Artigos

Pensar dói?

04/01/2019

Algumas pessoas tendem a evitar problemas que aparentam ser de difícil solução. No entanto, começar um trabalho pode ser mais difícil do que o trabalho em si.

Reuniões: ruim sem elas, melhor com elas

04/12/2018

A resolução de um problema complexo é, antes de tudo, um processo social, cuja dinâmica pode influenciar o resultado.

O todo e a soma das partes

08/11/2018

Reuniões podem ser altamente produtivas ou improdutivas, mas são inevitáveis num projeto de melhoria usando MASP. Então, é melhor se preparar.

O risco de não fazer

03/09/2018

O empreendedorismo interno é um recurso que potencializa a capacidade humana no trabalho e pode ser concretizada com a aplicação do MASP.

O poder da abstração

06/08/2018

Tão importante quanto usar sua capacidade intelectual para compreender um problema, e encontrar uma solução, é deixar de pensar nele de vez em quando.